Apenas um Verso




Quero escrever um verso
Que fale do meu viver
É pouco diante do universo
É muito para quem o ler
É nada para o perverso
É o simples do meu ser.

Quero ser gratidão
Diante do teu amor
Que hoje ao meu coração
Se revela como Bom Pastor
Me guia com sua mão
Te seguirei com ardor.

Quero te imitar
Te entregar o meu ser
Outras ovelhas também guiar
Fazê-las chegar até você
Só em ti repousar
Sem jamais desfalecer.

Quero ser liberto
Da dor que restou
Dos pecados, perdoado
Do passado, o desamor
Do presente, os atalhos
Do futuro, o tentador.

Quero ser curado
Das feridas que restaram
No seu coração chagado
Minhas fraquezas se apoiaram
Me conduz com seu cajado
Para meus pés não cambalearem.

Quero ser ovelha
Fazer sempre teu querer
Tua voz é o meu guia
É a certeza do vencer
Destes por mim a tua vida
Por isso, por ti quero morrer.

Queria escrever um verso
Que falasse de meu ser
Que demonstrasse por certo
Que sem ti Senhor não sei viver
Que meu Bom Pastor, decerto
Sempre haverá de ser.

Queria escrever ao Bom Pastor
Que nova vida sempre me dá
Que em suas mãos me segurou
E ninguém há de me roubar
Sou ovelha, sou do Senhor
Sou verso, feito para amar!

Frei Cristiano Freitas, OFMConv.

Relacionados aos seus interesses

0 comentários